(21) 96908-6969 contato@ores.org.br

Matéria – Ilha Notícias

Matéria – Ilha Notícias

Com muita luta e determinação conseguimos!
A Ores, graças ao apoio de muitos de vocês, comprou em Maio o Ônibus da Cidadania.
Esse ônibus é uma grande realização, fomos buscá-lo em São Paulo e fizemos a maior parte das adaptações com nossas próprias mãos!
Instalamos 4 chuveiros, cabine para corte de cabelo, um espaço reservado para atendimento médico e social.

Ele se torna o primeiro ônibus social do Estado do Rio.
Teremos capacidade diária para atender cerca de 320 pessoas.
Circularemos com ele diariamente por toda cidade do Rio de Janeiro para minimizar prioritariamente os anseios das pessoas em situação de rua.

Fomos matéria no Ilha Notícias.

Quando a rua é tudo que se tem, qualquer gesto solidário faz a diferença e serve de inspiração para que cada pessoa faça uma reflexão e embarque em uma onda de solidariedade. É em busca de garantir dignidade às pessoas em situação de rua que a Organização de Reintegração e Estímulo a Socialização (Ores), presidida pelo insulano Ricardo Tavares, cuja sede é na Ilha, realiza diversos projetos humanitários, para recuperar a autoestima e estimular pessoas a vencerem e superar as adversidades diárias.

Esse trabalho de amor dedicado ao próximo realizado pela ONG Ores começou em 2016 e, de acordo com os organizadores, já beneficiou mais de dez mil pessoas que vivem em situação extrema de vulnerabilidade social nas ruas do Rio de Janeiro. A ideia central do projeto é proporcionar ao morador de rua o direito de um banho de cidadania digno, de porta fechada, embaixo de um chuveiro e com todo o suporte higiênico necessário. E tudo começou com um módulo com chuveiros.

Moradores da Colônia Z-10 receberam cestas básicas

— Posso resumir todo esse trabalho realizado pela Ores na palavra amor. Sempre trabalhei na distribuição de comida para a população de rua, mas sentia que faltava algo mais. Vimos a possibilidade de comprar um modulo para iniciar um trabalho maior para estas pessoas e oportunizar um banho, que é um ato simples para a gente, mas que não era possível com a dignidade que esse ato merece — conta Ricardo Tavares.

Nesta semana, a Ores comemora a evolução do Banho de Cidadania através da aquisição de um ônibus adaptado, que vai atender com mais agilidade os mais necessitados. Ao entrar no ônibus, a pessoa vai receber uma série de ações, desde o atendimento médico e psicológico, corte de cabelo e tomar um banho com dignidade. São quatro duchas de uso individual, com artigos de higiene pessoal, além do fornecimento de roupas limpas. Há um sistema de encanamento e uma extensa borracha que se conecta a torneiras próximos aos locais que serão realizadas as ações.

Moradores da Colônia Z-10 receberam cestas básicas

— A ideia inicial sempre foi um ônibus, mas no primeiro momento era inviável. Hoje esse sonho está sendo realizado, porque contamos com a ajuda individual e solidária de pessoas que, desde o início, acreditam no projeto desenvolvido pela Ores e fazem doações para que tudo isso se torne possível. As vezes as pessoas me acham um sonhador, mas tenho certeza que não sou o único. É isso que a nossa ONG se propõe a fazer e tem feito a diferença — afirma Ricardo.

Nesses tempos de isolamento social, o trabalho da Ores tornou-se mais importante na vida daqueles que não possuem um teto para morar se sentem ainda mais isolados da realidade e, mais do que nunca, precisam de um aperto de mão e palavras de apoio. Desde o início da pandemia, a ONG já distribuiu mais de dez mil máscaras de fabricação própria e levou informações sobre a doença.

— As ações da Ores seguem os protocolos de segurança da Covid-19 de alta higienização das pessoas. Oferecemos álcool em gel e de hora em hora aplicamos Lysoform nos módulos para proteção nossa e deles. Eu não tenho visto muito morador de rua infectado. Digo isso, porque essas pessoas já vivem um distanciamento da sociedade há muitos anos. Ninguém quer chegar perto, trocar uma ideia, apertar a mão. Mas é claro que todo cuidado é pouco e eles precisam se conscientizar e saber dos riscos — conta Ricardo.

Morador de rua higieniza as mãos no novo ônibus

Segundo a Ores, a atual onda de solidariedade de pessoas e empresas possibilitou à ONG aumentar seu trabalho produzindo e doando mais de cinco mil máscaras, além de entregar maior número de quentinhas, kits higiênicos, cafés da manhã e roupas, entre outras doações. “Olha que curioso. Foi preciso as pessoas passarem por isolamento social para abrirem os olhos e deixar aflorar o espírito solidário. É contraditório, mas assim é a vida. Importante é ajudar o próximo”, finaliza Ricardo.

Para ajudar e obter mais informações sobre o trabalho da Ores, basta acessar o site: www.ores.org.br. Há possibilidades de pagamento e vaquinhas onlines ou transferências e depósitos para a conta da ONG no Banco do Brasil (agência: 0549-5 / conta corrente: 62754-2. Mais informações: (21) 96908-6969.

Ores, o amor em movimento.

Deixe uma resposta

Fechar Menu